As cores do muco respiratório!

Atualizado: 10 de jul.

👨‍🎨 Conheces o significado da extensa paleta de cores que constituí as nossas secreções respiratórias? 🎨


👨‍⚕️ Existem várias características que definem as secreções respiratórias. A cor é uma delas mas, ao contrário do que os pais acreditam, está mais associada com a sua composição do que com a gravidade da doença respiratória. 😷


💁‍♂️ A cor dá-nos algumas informações relativamente ao agente responsável pelo excesso de muco (ranho e/ou expetoração) e a localizar a progressão da infeção respiratória no tempo e a sua evolução mais provável. ⌛


🎨 Estas são as cores mais prevalentes nas infeções respiratórias mais comuns (as virais):


➡️"Esbranquiçada"⚪: após uma “agressão” à mucosa que reveste as vias respiratórias, a resposta inicial deste é aumentar a produção de muco (como estratégia de limpeza e proteção), seja ela desencadeada por um agente irritativo (ex. frio, alérgeno, etc.) ou infecioso (ex. vírus). 🦠


➡️“Amarelada"🟡 e "Esverdeada"🟢: quando o "agressor" é um agente infecioso (ex. vírus), além do excesso de muco, ocorre também a produção de pus, como resposta ao combate destes "agressores". É o pus que confere esta tonalidade às secreções.


👨‍⚕️ Numa infeção respiratória é expetável que o muco altere as suas propriedades, inclusive a cor, com a progressão da doença. Geralmente ocorre nesta sequência: ⬜➡️🟨🔃🟩➡️⬜


💁‍♂️ Ajudámos a esclarecer algumas questões sobre a cor das nossas secreções? Deixa as tuas dúvidas nos comentários! 💬



3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo